Jornalismo com criatividade, qualidade e simplicidade.

Sai LAN, some TAM e surge Latam: marca identifica empresa área da América Latina

Grupo chileno LAN, controlador da aérea brasileira TAM, apresenta nova imagem da corporação. Identidade mundial única, sobre denominação Latam. Marca e logotipo excelentes. Primorosa a escolha de cores. Mudanças paulatinas a partir de 2016.

 

Pouco tempo após a absorção da companhia aérea brasileira TAM pela chilena LAN, ao embarcar num voo a partir de Vitória, a capital do Estado do Espírito Santo, enquanto aguardava a decolagem, lia a mais recente edição da revista de bordo TAM nas Nuvens. Ao chegar nas páginas nas quais eram apresentadas as malhas das rotas oferecidas para todo o Brasil, Américas e Europa, me chamou atenção a lista de marcas LAN presentes.

Lá estavam LAN Argentina, LAN Chile, LAN Colômbia, LAN Equador e LAN Peru, além, é claro!, da própria TAM. Na hora, imaginei: não vai demorar muito, desaparece TAM e aparece LAN Brasil. Para mim, fazia todo o sentido: a LAN é a controladora do grupo, tem forte presença internacional, haveria redução de custos de marketing etc. Até comentei este assunto com um conhecido a bordo, inclusive ex-funcionário da TAM.

O tempo foi passando e, no início deste ano, anunciaram o desaparecimento da marca TAM, sem informar qual a substituiria. Este mistério chegou ao final. Sai LAN, sai TAM e começa a vigorar Latam, sigla representativa do grupo desde sua fusão. Nunca foi do meu agrado, por remeter a “lata”, “latão”, termos os quais, acho, não muito bons para estarem relacionados com a denominação social de uma moderna companhia aérea.

Mas, a partir do entendimento de que Latam, na verdade, é uma sigla formada a partir de “Latin America” ficou mais palatável. Combinada com a marca que sintetiza o mapa da América Latina, só tenho elogios para a solução encontrada. A fonte escolhida para o logotipo também é espetacular. Acho apenas que os kernings entre o primeiro A, o T e o segundo A deveriam ser ajustados, unindo mais as letras, eliminando o vazio entre elas.

E os tons escolhidos são um caso à parte: excelentes! Realmente, só posso concordar com a afirmação contida no material de divulgação: “Encontramos as cores da América Latina.” O índigo e o coral combinam e contrastam de forma ímpar. Realmente, ambas são extremamente fortes e ousadamente elegantes. Não sei se apresentaram os novos uniformes das tripulações, mas, tecidos com estes padrões, causaram impacto positivo.

Ao tornar público esta nova identidade visual, o grupo informou ter avançado bastante desde o momento da união. Diversas sinergias foram alcançadas, porque simplificaram processos, ajustaram malhas aéreas, integraram a rede de VIP Lounges, dinamizaram os serviços oferecidos a passageiros e clientes, modernizaram a frota e aprimoraram a gestão, buscando construir uma das maiores e melhores empresas aéreas do mundo.

A partir de 2016, o processo de transformação visual deverá se prolongar por mais três anos. Gradualmente, mudarão visual de plataformas digitais, vestimentas das equipes, pintura de aeronaves, adesivagem de veículos fachada de lojas e tudo mais. A princípio, os programas de milhagem LAN Pass e TAM Fidelidade continuaram separados. Vão seguir sendo aprimorados, não havendo ainda previsão de quando serão unificados.

 

Identidade visual Latam: índigo e coral, marca com mapa da América Latina e tipologia de qualidade

 

logotipo_latam

 

A seguir, resumo da evolução das identidades visuais LAN e TAM desde a fundação das empresas

 

marcas_reunidas

 


 

Esta matéria foi republicada no site da Revista Pelo Mundo, conforme pode ser visto aqui.